7 de jan de 2014

Danger - Capítulo 1

“Sem uma alma, meu espírito dorme em algum lugar frio.”

Terça-feira. 
Dezembro de 1884

  O que uma garota estaria fazendo em uma floresta, á meia noite? Correndo de algo? De alguém? Dela mesma, talvez? Sua respiração ofegava e seus pulmões doíam. Mas ela prometera correr o máximo até não conseguir mais por inteiro.
  Ela se cansou e sentou — se jogando, praticamente — em uma árvore de galhos ressecados, folhas pretas e raízes secas. Estava com a mão sobre o peito na tentativa falível de acalmar seu coração. Ela fechou os olhos, não queria olhar aquele lugar escuro e sombrio. Não queria ver aquelas nuvens negras e frias perseguindo-a. Ela suspirou e tentou se acalmar, mas foi em vão. Ela abriu os olhos e viu aquelas sombras indo em sua direção. Sabia que morreria — até porque ser perseguida por sombras não poderia significar outra coisa. Ela fechou os olhos e esperou sua morte chegar. Mas, por algum motivo, abriu os olhos. Fechou-os novamente pois a luz bem á sua frente a impedia de ver com clareza. Seria sua salvação? Um anjo é mais provável pois, se ela não estivesse louca, poderia jurar que estava vendo asas de anjo em meio a forte luz.
  Sua boca se abriu e seus olhos se arregalaram ao ver que era mesmo um anjo naquela luz. Não conseguia ver rosto, pois, ao que parecia, aquele anjo estava lutando contra aquelas sombras.
  Não conseguia tirar os olhos daquela “guerra” entre anjo e sombras — ou demônios, talvez? —. Seus olhos contornavam as asas brancas e frágeis daquele anjo. Cada movimento que ele dava era doce, suave e angelical.
  Seus cabelos loiros e sua pele branca a fizeram suspirar. Seus movimentos eram perseguidos pelo olhar encantado da garota.
  A essa altura, as sombras pareciam estar perdendo a guerra. Ela soltou um sorriso ao ver que as sombras haviam se afastado e, aos poucos, sumindo.
  O anjo se virou para ela, mas não conseguia ver seu rosto. Algo impedia.
  A luz.
  A luz não a deixava ver seu rosto. Queria vê-lo para poder pensar nele a todo o tempo. Queria saber como era seu “anjo da guarda” se por assim dizer.
  Ela sentiu seus braços contornarem sua cintura e seus pés saírem do chão. Fechou os olhos e apenas se deixou sentir o vento atravessa-la, seus pés no ar e os braços do anjo envolvendo-a. Não conseguia pensar em outro lugar melhor do que nos braços daquele anjo.
  Ela abriu os olhos e tentou, mais uma vez, ver o rosto do anjo, mas foi em vão. Talvez ele não quisesse que ela soubesse quem ele é; talvez não quisesse que ela se lembrasse dele!
  Soltou um sorriso ao se sentir sendo apertada contra o corpo dele. Seus braços a confortando, suas asas fazendo o vento vir mais contra si, o cheiro bom — quase indecifrável — dele a fizeram suspirar. Ela encaixou seu rosto na curva do pescoço dele. Poderia dormir ali, em seus braços macios. Poderia ficar grudada á ele quanto tempo fosse. Ela não se importaria.
  Seus olhos se abriram e seu sorriso se desfez ao sentir seus pés no chão. Ele desenrolou seus braços da cintura dela. Ela queria abraça-lo por salva-la daquelas sombras, mas principalmente para sentir seus braços envolvendo-a novamente. Sentir a segurança e o conforto que eles transmitiam.
  Ela ainda não vira o rosto do anjo. Não sabia o por quê, mas achava que ele não queria mostra-la. Ele estava de costas para ela, olhando para o céu e sussurrando algo. Queria saber o que ele estava falando, mas seu sussurro era tão baixo... Talvez estivesse falando com Deus?!
  Seus cabelos se movimentavam com facilidade. Lisos e loiros. Pareciam fios de ouro. Sua pele branca, não como a dela que parecia nunca ter visto o sol, mas num tom branco perfeito. Ele era perfeito!
  Ele abaixou a cabeça e suspirou, sussurrando algo novamente, deixando-a mais curiosa. Queria saber seu nome. Queria saber tudo sobre ele. Mas, principalmente, queria ver seu rosto. Ela respirou fundo e perguntou:
  — Quem é você? — ele olhou de lado, não virando totalmente o rosto, mas conseguia ver a metade dele. Ele continuou em silêncio e voltou a olhar para frente — Você é um anjo da guarda? — manteu-se em silêncio — Estou falando com você!
  — Não posso falar agora! — seu tom de voz autoritário a fez calar-se — Preciso descobrir uma maneira de te proteger — ela sorriu
  — Então você é meu anjo da guarda? — ele se abaixou e pegou um galho escrevendo, ou fazendo qualquer outra coisa, na terra
  — Não.
  — Então por quê me salvou das sombras? — ele suspirou
  — Não tinha outra escolha — ela viu um sorriso irônico se formando em seus lábios
  Ela precisava saber quem ele era.
  — Pode me dizer seu nome? — ele bufou
  — Não.
  Que anjo mais arrogante! — pensou.
  — Deixe-me, ao menos, ver seu rosto — ele se manteve em silêncio, mas se levantou e suspirou
  — Precisamos ir embora! — ele pegou sua mão e, ao sentir o toque de sua pele fria, ela sentiu um pequeno choque
  — ...Por que? O que eram aquelas nuvens? O que você é? — ele bufou novamente
  — Você precisa fazer tantas perguntas?
  — Se você me respondesse talvez não precisaria — ele ficou em silêncio e ela apenas sorriu se sentindo vitoriosa — Por favor, me diga o que está acontecendo
  — Corre!
  — Você não vai fugir de mim! — ele se virou e a olhou nos olhos. Seu olhar estava apavorado e sua pele estava pálida. Seu rosto era angelical e doce. Ela o olhava encantada e boba. Até ser interrompida por seus gritos
  — Corre, Selena, corre! — ela não tinha outra escolha. Seu olhar era tão apavorado que ela sabia que sua obrigação era fazer o que ele havia pedido.
  Ela corria e pensava ao mesmo tempo. Do que ela estaria correndo? Por quê ele estava tão apavorado? E como ele sabia seu nome? Eram tantas perguntas que ela não sabia se teria resposta! Apenas corria. Não via por onde passava. Não via nada. Apenas via o rosto dele em sua mente. Seus olhos apavorados fixados nos dela.
  Ela não havia percebido, mas uma luz estava bem á sua frente. Talvez a guiando...
  Resolveu segui-la. Poderia ser a luz do anjo. Poderia ser o anjo. Ela queria vê-lo novamente. Queria sentir seus braços. Queria olhar em seus olhos. Queria ele.

Por Selena

  Finalmente havia entrado no saguão do reformatório. Corri para não me atrasar, mas foi vão. Me atrasei 3 minutos e isso era o bastante na Infinity Institute.
  Coloquei um sorriso simpático no rosto, mas fui recebida com o olhar reprovador de uma mulher de preto — Na verdade todos estavam de preto.
  Alguém morreu? — me perguntei
  A mulher deu passos lentos e grandes até chegar bem a minha frente.
  — Selena, não é? — assenti — Está atrasada
  — Eu sei. Mas é que... — ela me interrompeu
  — Os motivos de seu atraso não me interessam — Que grossa! — Mas espero que isso não se repita
  — Não irá se repetir — ela sorriu de lado, se virou e foi na direção dos outros alunos que, por causa dessa bronca, estavam rindo de mim.
  Revirei os olhos e fiquei observando os alunos. Pareciam mortos. — Digo tristes. Fiquei os observando mais, até ver um garoto de cabelos loiros. Ele estava de costas para mim e conversando com outro menino de cabelos pretos. Sentia que já havia o visto em algum lugar. Sentia que o conhecia. Mas devia ser só uma pequena impressão. Ele era muito bonito — Branquinho, ombros largos e cabelos lisos. —. Tinha certeza que já o vi antes!
  Suspirei e esperei alguém me ajudar a entender o que eu tinha que fazer.
  — Senhora Gertrude? — uma menina entre os alunos a chamou — Acho que alguém está meio perdido — apontou para mim
  Não só a Senhora Gertrude me olhou, mas todos naquela sala também. Senti minhas bochechas queimarem ao ver o garoto de cabelos loiros olhando para mim. A Senhora Gertrude veio até mim novamente, exatamente como quando cheguei, e disse:
  — Demetria, poderia mostrar a escola para a Senhorita Perdida? — Senhorita Perdida? Argh. — E a leve para vestir a roupa adequada
  — Claro — ela riu e entrelaçou seu braço no meu me puxando para fora da sala
  Ela começou a falar e parecia que não pararia mais! Fomos á uma sala cheia de armários e lá a Demetria havia me dado um vestido preto. Coloquei a roupa e ela me olhou aprovando. Saímos da sala e, como a Senhora Gertrude havia mandado, Demetria iria me mostrar a minha nova escola.
  Estávamos em frente ao portão do reformatório. Minha vontade era atravessar aquelas barras enferrujadas! Me senti tão mal ao ver o lado de fora da Infinity Institute. Aqui dentro era tudo tão triste. Tão...morto!
  Enquanto passeávamos pela escola, vi um casal de góticos de beijando tão ferozmente... Pareciam se engolir! Se não fosse pelas tatuagens e piercings, poderiam dizer que eles eram iguais á todos aqui. Afinal, todos usam preto. Olhei para Demetria e ainda estava me perguntando se alguém havia morrido, então, pra saber, resolvi perguntar-la.
  — Demetria, por quê...? — ele me interrompeu
  — Me chama de Demi — assenti e ela sorriu — Pergunte!
  — Bom, Demi, por quê todos aqui usam preto? Alguém morreu? — Demi soltou uma gargalhada estrondosa, o que fez um grupo de garotos nos olharem como se fossemos loucas. Mas...eles também são! Todos somos...
  — Aqui é sempre assim! Vai se acostumando á usar preto todo o santo dia — sorriu de lado e me mantive em silêncio — Então, por quê ta aqui?
  Nem eu mesma sabia responder! Mas sei que não sou louca. E sei que os loucos dizem isso, mas não sou louca! Suspirei e olhei para meus pés. O que estou fazendo aqui? Não sou uma louca! Não devia ter contado á meus pais sobre as sombras! Eu sabia que eles achariam que sou uma maluca, que vejo coisas que minha mente maluca transmitem para minha visão. Bom... Talvez eu seja louca.
  — Hey, menina, acorda! — estalou os dedos na minha frente — Ta me ouvindo?
  — Desculpa — suspirei
  — Bom, como eu estava perguntando, por quê está aqui? — a olhei sem saber o que dizer. Não queria falar o por quê de eu estar aqui. Ela não acreditaria em mim. Ninguém acredita! Mas precisava dizer algo. Não poderia deixar a pergunta de Demi sem resposta! Então falei a única coisa que me veio á cabeça:
  — É uma longa história! — suspirei
  — Okay, se não quer me contar, tudo bem — ela sorriu e retribuiu seu sorriso
  Olhei em volta. Tudo tão quieto, velho e sombrio! Pareciam não terem dado um geral aqui faz anos!
  Virei o rosto e lá estava ele. O garoto dos cabelos loiros.
  Não conseguia tirar meus olhos dele. Meus olhos analisavam cada traço perfeito de seu corpo enquanto ele ria e sorria conversando com o mesmo garoto de mais cedo. Seu sorriso era encantador. Seu corpo magro. Seu rosto tão...tão angelical... Me lembrei de algo. Não sei exatamente o que, mas tinha haver com...
  — Justin... — me assustei com o vento que saiu da boca dela e se soprou em minha orelha
  — O que?
  — O nome dele é Justin. Você não para de olhar para ele — ela riu
  — De onde ele é?
  — Não sei. Ninguém sabe... — ela sorriu de um jeito meio assustador — Cuidado, ele não é bom pra você. Não é bom pra ninguém — e mais uma vez ela sorriu daquele jeito assustador me fazendo estremecer.
  A olhei incrédula e voltei a olhar Justin. Mas ele parecia tão doce. Apesar do olhar feio que me mandou na sala quando havia acabado de chegar. Mas isso me impediu de pensar naqueles olhos cor de mel me olhando, mesmo com raiva, desprezo ou... medo. E o que eu não esperava acontecer, se fez. Ele olhou diretamente para mim. Senti minhas bochechas arderem e percebi que estava vermelha. Ele sorriu. Isso é muito bom! Mas também constrangedor. Não conseguia tirar meus olhos dos dele. Nos olhos pareciam dois ímans. Mas, de uma hora para outra, ele desfez o sorriso e me olhou com raiva. Não havia entendido nada!
  Qual o problema desse garoto? — pensei.
  Demi me cutucou.
  — Sim?
  — Temos que ir para a aula! — assenti e fomos em direção a minha nova sala


Olá olá cupcakes! Ai está a nova fanfic da Biela ~que sou eu \o/~. Até que gostei desse começo, o que é raro de acontecer, só não gostei muito do final haha.
Alguém ai leu o livro da saga de Fallen? Se leu com certeza deve ter achado parecido! Bom, é que esta fanfic será inspirada em Fallen pois esse livro é perfeito, diwo e maravilhoso. Me deixou obsecada por anjos e sombras '-' Irá ter coisas parecidas com as do livro, mas é claro que vou mudar muitas coisas que acontecem na saga. Afinal, isso seria plágio! Mas enfim, me digam o que acharam do primeiro capítulo da nova fanfic feito por Biela pacotinho :3 que ainda sou eu :3 falem a verdade, hein! Bjinhos, espero que tenham gostado e até o próximo capítulo ;*

4 de jan de 2014

Little Angel - Capítulo 70 - Último

“love the way you look at me”

Selena P.O.V

Justin: Força, Selena. Força - ele repetia enquanto eu segurava sua mão
Selena: AAAAAAAAAAAAAAAAH! ISSO DÓI MUITO! AAAAAAAAAAAAAAAH - gritei fazendo força para aquela criança sair
Médico: Vai, Selena. Estamos quase conseguindo! - assenti
Selena: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH - fiz força apertando forte a mão de Justin - EU NÃO VOU CONSEGUIR! - parecia que minha intimidade iria se rasgar completamente
Justin: Eu to aqui, vou te ajudar. Só aguenta mais um pouco - o olhei quase o matando
Selena: NÃO É VOCÊ QUE TA SENTINDO ESSA DOR INSUPORTÁVEL DE ESTAR TENTANDO TIRAR ESSE GAROTO DA SUA BARRIGA, ENTÃO SE VOCÊ FICAR FALANDO AO INVÉS DE TENTAR ME ACALMAR, EU JURO QUE TE ESTRANGULO! - gritei e fiz força mais uma vez e Justin ficou calado.

     Apertei forte a mão de Justin e dei todas as minhas forças nessa tentativa. Quando percebi, a dor tinha acabado e ouvi um choro de bebê. Não acreditei até ver Justin sorrindo. Ele foi aonde, provavelmente, estaria o bebê. Ele voltou sorrindo com o garoto no colo enrolado em um pano azul-bebê e me olhou. Pude ver que não demoraria muito para uma lágrima cair dos olhos de Justin. Sorri e estiquei meus braços como pedido para Justin deixar eu vê-lo. Ele me entregou e finalmente vi aquele rostindo pequeno.

Selena: Quem é meu garotinho lindo? - sorri
Justin: Eu? - fez uma voz fina e eu ri
Selena: Você é meu homem lindo, ele é meu garotinho - acariciei o rostinho pequeno dele
Justin: Qual vai ser o nome dele? - o olhei séria e sorri ao pensar
Selena: Drew - e, finalmente, aquela lágrima que eu havia dito que não demoraria á cair, saiu de seus olhos seguida pois mais duas
Justin: Eu te amo - beijou o topo de minha cabeça
Selena: Eu também te amo - sorri e olhei para o pequeno Drew. Não contive de deixar as lágrimas caírem. 

     Ficamos paparicando Drew até a enfermeira pega-lo. Eu não parava de sorrir até perder Drew de vista. Justin ainda chorava, não tanto quanto antes, mas ainda sim chorava. Estiquei meu braço e limpei a lágrima que caira de seu rosto. O médico entrou sorrindo.

Médico: Bem Selena, você precisa descansar. Amanhã mesmo você sai daqui - sorri
Justin: De manhã cedinho, estarei aqui pra te buscar - assenti e Justin beijou o topo da minha cabeça

     Justin saiu do quarto e o médico logo veio com uma siringa. O olhei apavorada.

Médico: Calma, não vai doer - assenti e senti uma pontada não muito forte.

     Olhei para o médico e, ou eu estava louca, ou tinham dois médicos naquela sala. Meus olhos foram se fechando devagar e acabei dormindo.

2 anos depois
Justin P.O.V

    Dois anos se passaram tão rápido! Drew cresceu depressa e Selena ficou mais linda a cada dia que se passou. A primeira palavra de Drew foi 'mama' e Selena esfregou isso na minha cara. Selena estava amamentando Drew quando cheguei na sala. Tinha ido pegar leite na cozinha para Selena. Ela sorriu e pegou o leite de minhas mãos. Drew se mexeu soltando o seio de Selena. Sorri ao ver aquela belezura enorme. Selena colocou a blusa no lugar e se levantou.

Justin: Vai levar ele pra dormir?
Selena: Aham. Ta até bocejando - riu
Justin: Ta bom - sorri e Selena subiu

     Sentei no sofá e comecei a pensar em tudo o que estava em minha volta. A sorte que tenho hoje por ter Selena como minha esposa, como minha mulher, como minha! Ter Drew conosco, nos aproximando cada vez mais. Meus pais, Mandy e Brian velhinhos, Joe e Demi casados e Demi grávida. Samy na Europa com seu marido, mas claro, sempre mandando uma carta para nós. Não quero que minha vida mude, não quero que melhore, até porque não tem como melhorar! Sorri e resolvi subir para o quarto de Drew. Cheguei e vi Selena balançando-o de leve pra lá e pra cá, sorrindo. Coloquei as mãos no bolso e me encostei de lado na porta. Selena me viu e sorriu. Sorri de volta e fui até ela. Acariciei o pequeno rosto de Drew e beijei a bochecha de Selena, em seguida. Ela o colocou no berço e veio sorrindo até mim. Peguei em sua cintura e a puxei para mais perto de mim.

Justin: Sabe? Sinto falta de algumas coisas - a selei
Selena: Que coisas?
Justin: Aquelas que se fazem na cama - Selena riu
Selena: Você só pensa nisso? - assenti e Selena riu novamente - Hum, e se Drew acordar?
Justin: Acho que não - ela sorriu - E também nós merecemos brincar um pouco né - pisquei
Selena: Não sei, estou cansada demais - suspirei
Justin: Hum... quer que eu te ajude a tirar a roupa?
Selena: Está disposto a me fazer esse imenso favor? - assenti, tentando não rir - Seria abusar muito da sua bondade se eu lhe pedisse para me ajudar á tirar o resto também? É muito difícil para mim, entende?

     Tentei me manter sério, mais não pude conter um sorriso

Justin: Ficarei muito feliz em lhe ajudar!


Olá meus cupcakes liamdos e maravilhosos!!!! Querem me matar? Estrangular? Me sumir do mapa? (Não podem, se não eu não conseguiria postar rsrs)

Bom, estou muito feliz pois finalmente postei o último cap de Little Angel. Mas é que os motivos de eu ter demorado tanto pra postar é que, sim, eu estava com preguiça de fazer a fic e também quando eu tentava não saía nada! Sinto muito fazer vocês esperarem tanto. Eu iria postar antes do ano novo, mas não consegui porque o blog havia bugado aqui! Mas agora voltou!!! Bom, espero não ter perdido meus leitores, mas também sei que perdi muitos :( me desculpem mesmo, pessoas.
Mas, então, me digam o que acharam do último capítulo e talvez eu poste amanhã a nova fic, okay? Se tiver pelo menos 2 comentários posto amanhã mesmo. É isso, meus gabiciados, esperam que tenham gostado de Little Angel. Até a nova fic (gostaram da foto de inicio? pfta essa foto de jelena né? aaaaaa morri ♥)

8 de nov de 2013

Little Angel - Capítulo 69

"As vezes, só precisamos do conforto de um abraço."

Caitlin: E ai? - Demi me olhou e suspirou
Demi: Você ta grávida, Selena 

     Minha boca se abriu e meus olhos se arregalaram. Eu to grávida? Eu não posso estar grávida, não posso! Meus pais irão me matar! E Justin? O que ele irá pensar? Me sentei no chão mesmo, pois tinha risco de eu acabar desmaiando! Demi me segurou do lado esquerdo e Caitlin do lado direito. Cobri meu rosto com as mãos até que Demi me chamou

Demi: Sel, calma! Não precisa ficar nervosa - a olhei furiosa
Selena: Não precisa? NÃO PRECISA? DEMI MEUS PAIS VÃO ME MATAR, JUSTIN NÃO VAI ACEITAR ISSO E EU VOU ACABAR FORA DE CASA COM UM BEBÊ PRA CUIDAR! - minhas veias já estavam para fora
Caitlin: É claro que o Justin vai aceitar esse bebê, Sel! Ele queria uma família com você, lembra quando ele disse isso?

Flash Back on

     Eu e Justin estávamos no jardim surpresa que ele avia me levado. Era tão lindo! Flores de variadas cores, tamanhos e formas. Era simplesmente perfeito. Depois de termos passeado, ele me levou até a grande árvore que havia quase no final do jardim e nos sentamos lá mesmo. Me deitei em seu peito e ele ficou acariciando meus cabelos.

Justin: Sabe o que eu queria? - levantei minha cabeça para olha-lo e neguei com a mesma - Queria uma família - sorriu
Selena: De quantos filhos?
Justin: Muitos - rimos e ele beijo o topo da minha cabeça

Flash Back off

     Demi e Caitlin tinha razão. Mas...

Selena: E meus pais?
Demi: Sel, acha mesmo que seus pais fariam isso? é claro que não, mulher! Tenho certeza que Mandy vai amar a ideia de ter um netinho ou netinha. O tio Ricardo eu não sei, mas que ele não irá fazer nada eu sei - riu
Selena: Vocês tem razão - suspirei
Demi: É claro que temos - jogou o cabelo pra trás. Convencida!
Caitlin: Mas e agora, o que você vai fazer?
Selena: Vou contar pro Justin e depois pros meus pais - elas concordaram, eu apenas suspirei

[...]

     Eu havia ligado ao Justin e pedi para que ele viesse o mais rápido possível. Enquanto o esperei, fiquei acariciando minha barriga e admito, é um sentimento lindo. Suspirei ainda mexendo em minha barriga até ouvir a campainha. Pensei em ser Justin então meu coração se apertou. Suspirei novamente e levantei indo até a porta; a abri e tentei dar meu melhor sorriso.

Justin: Oi meu amor - me selou
Selena: Oi - o sorriso que estava em seu rosto rapidamente se desfez
Justin: O que houve?
Selena: Senta, amor - Justin me encarou preocupado, mas logo se sentou - Você ficaria comigo pra sempre?
Justin: Claro
Selena: Até em momentos difíceis? - Justin suspirou
Justin: O que ta acontecendo, Selena? - foi minha vez de suspirar
Selena: Eu to grávida - Justin arregalou os olhos e riu sarcástico logo depois - Eu...não to brincando, Justin - seus olhos se arregalaram novamente
Justin: Quê? Eu vou ser...pai? - deu uma pequena pausa antes de dizer pai - Eu? Vou ser pai? - me olhou e eu assenti - Eu vou ser pai! Ai caralho, eu vou ser pai - ele soltou um sorriso enorme e eu ri do tanto de Eu vou ser pai que ele repetiu - Eu vou ser pai! - seu sorriso foi de orelha á orelha e logo e me abraçou sem nem mesmo eu perceber - Eu te amo demais, mulher! - não contive meu riso. Demorou quase 1 minuto inteiro para Justin me soltar, mas quando finalmente ele soltou, seu sorriso se desfez - Mas...e se eu não for um bom pai? - o olhei tipo: ta falando sério?
Selena: Você vai ser o melhor pai do mundo. Sei disso - seu sorriso se refez em seu lindo rosto
Justin: Eu sei que ele vai ser lindo, sabe por que? - balancei a cabeça negativamente - Porque ele é meu filho - Justin gargalhou e não pudi conter o meu riso também
Selena: Você vai ser um pai muito idiota, isso sim - gargalhamos juntos
Justin: Você ama esse idiota aqui - me puxou pela cintura
Selena: Amo mesmo, e agora, teremos um filho - Justin sorriu largo, bem largo
Justin: Eu to tão feliz - me selou
Selena: Eu percebi - rimos - Eu pensei que você não ia aceitar essa criança
Justin: Mas eu sempre disse que queria uma família, lembra?
Selena: É, eu sei! Mas fiquei com medo de, na hora, você não querer aceitar - Justin soltou um riso
Justin: Não precisa ficar com medo. - me selou - Mas e seus pais?
Selena: É disso que eu mais tenho medo - ele suspirou
Justin: Eles não vão fazer nada. Eu sei Mandy vai adorar, já seu pai... - ri
Selena: Vou ligar pra eles e manda-los vir aqui - Justin assentiu, parecia nervoso. Também, não é pra menos!

     Liguei pros meus pais e eles já estavam á caminho. Justin andava pra lá e pra cá enquanto eu estava apenas sentada no sofá. Ele ta mais nervoso que eu! Revirei os olhos quase tonta por causa de Justin, quando a campainha tocou! Eu e Justin suspiramos e espiramos para nos acalmarmos. Coloquei um sorriso no rosto e abri a porta. Quando percebi Brian já estava me abraçando e Mandy abraçando Justin. Depois invertemos, Mandy me abraçou e Brian...cumprimentou Justin. Mandei que se sentassem no sofá e assim fizeram.

Brian: Então filha...para quê nos chamou aqui? - sorriu

     Eu e Justin nos entreolhamos e suspirei

Selena: Mãe e pai...eu... - Justin me interrompeu
Justin: Ela ta grávida - vi o sorriso de Brian se desfazer, então fechei os olhos
Brian: Ta brincando, né...? - Mandy começou a gritar
Mandy: Eu vou ter um netinho?
Selena: Ou uma netinha - ri
Mandy: AI MEU DEUS, EU VOU TER UM NETINHO!!! - sim, ela gritou
Selena: Ou uma... - Mandy me interrompeu
Mandy: Me corrija de novo que não terá mais Selena Marie Gomez no mundo - todos a olharam incrédulos, inclusive eu
Selena: Desculpa - Mandy riu e me abraçou
Mandy: Parabéns minha filha
Brian: Parabéns? PARABÉNS? MANDY ESSE FILHO DA MÃE TIROU A PUREZA DA MINHA FILHA E... - o interrompi
Selena: Mas EU quis - isso calou Brian, não só ele, como Mandy e Justin também, na hora - Pai, um dia isso ia acontecer - Brian suspirou
Brian: Só não queria que fosse tão cedo - ri
Selena: Aconteça o que acontecer, sempre serei sua princesinha - o abracei e o mesmo já estava chorando. Ele me soltou e olhou sério pra Justin
Brian: Se você fizer minha filhinha sofrer... - Mandy o interrompeu
Mandy: Sem ameaças, Brian! - Brian bufou forte pra tentar relaxar
Brian: Desculpe, sem ameaças - ele fez dois com os dedos e apontou para seu olho e depois para Justin. Revirei os olhos
Selena: Pai, isso é, mais ou menos, uma ameaça - Mandy riu e Brian levantou as mãos como se rendendo. Me virei para Justin e o abracei de lado - Tudo bem?
Justin: Com você aqui está - sorri e o selei
Selena: Eu te amo
Justin: Também te amo...muito - escutei Brian tossir

     Rimos e fomos todos para a cozinha. Eu e Mandy íamos fazer espaguete pois sei que Justin adora e Brian come qualquer coisa kkkk. Com esses dois aqui, o dia seria longe e divertido.

Olá meus cupcakes :3
Podem me desculpar pela demora? Eu sei que agora sempre demoro um ano á postar, mas vamos aos motivos:
1- Believe Tour! Eu fiquei meia depressiva por não ter ido na BT, por saber que meu grande ídolo estava no meu país, NA MINHA CIDADE, e eu não o pude ver. Eu passei a noite de sábado chorando e a noite domingo mais ainda! Eu chorei pro meu pai me levar pelo menos no hotel, mas foi sem sucesso :(
2- Rumores idiotas sobre o Justin! Eu fiquei super triste sobre esses rumores, que eu sei que são tudo inventados, sobre o Jus. Eu já discuti umas 3 vezes defendendo ele da minha mãe ¬¬ ksahsaslk Ai eu ficava meio mau pelos rumores e pelo Justin.
3- O fim dos Jonas Brothers! Eu sei que pode parecer idiotice, mas eu fiquei muito, muito, muuuito triste pelo fim dos Jonas. Pra quem não sabe, eu sou Jonatic e desde de 2008, então apenas imaginem!
Essas semanas só foram tristezas pra mim e ainda teve um acontecimento com a minha irmã e tals. Mas hoje eu fiquei super feliz por... SEMIIIIIII \o/ Quem viu a foto perfeita? Quase todos tenho certeza sakja Semi me deixou mais feliz, então tive inspiração pra postar.
É isso amores, acho que vocês não irão se convencer com meus motivos por não ter postado, mas foi por isso q não postei. Avisando: Esse é o penúltimo cap de LA então, meus gabiciados, espero que tenham gostado e comentem okay? okay. Beijos :3

divas divando ♥

29 de out de 2013

Little Angel - Capítulo 68

"O silêncio é o grito mais alto de uma garota."

3 meses depois...
Selena P.O.V

     MAS QUE DROGA! Odeio vomitar! Ultimamente ando vomitando e tendo tonteiras, mas nada demais. Fechei a tampa do vaso e dei descarga. Lavei minha mão e minha boca e voltei pra sala, onde estava Justin sentado vendo TV. Sentei ao lado dele e o mesmo ficou me fitando.

Justin: Ta tudo bem agora? - assenti - Você precisa ir no médico, Selena
Selena: Não é nada, Justin! Devo ter comido alguma coisa estragada
Justin: De novo? - suspirei
Selena: Olha, não é nada, okay? Esquece isso
Justin: Ta bom, mas agora eu tenho que ir, vou sair com o Chaz e o Ryan, não se importa, né?
Selena: Não. Vou chamar a Demi e a Cait - nós sorrimos e o levei até a porta
Justin: Tchau, te amo - ele beijou minha bochecha
Selena: Tchau - e fechei a porta

     Suspirei e peguei o celular. Disquei o número de Demi e a mesma logo atendeu.

Demi: Alô?
Selena: Oi lerda - ri
Demi: Oi Sel - rimos - A que devo a honra da sua ligação?
Selena: Eu queria te convidar pra vir passar o dia aqui comigo e ainda vou chamar a Cait 
Demi: Vou, claro. Agora mesmo?
Selena: Sim, se arruma e já vem 
Demi: Ta bom então, te vejo daqui a pouco, beijos
Selena: Okay. Beijos - e desliguei

     Disquei o número de Caitlin e logo atenderam.

Caitlin: Oi Sel
Selena: Oi Cait
Caitlin: Tudo bem?
Selena: Sim e você?
Caitlin: To bem também - rimos
Selena: Eu liguei pra saber se você não quer vim pra minha casa, passar a tarde aqui com a Demi também
Caitlin: Claro!
Selena: Ótimo. Então, não tem hora, pode vir quando já estiver arrumada
Caitlin: Ta bom. Daqui a pouco nos vemos. Beijos
Selena: Okay. Beijos - e, de novo, desliguei

     Me joguei no sofá e fiquei pensando no que aqueles garotos iriam fazer. Ri e fiquei fitando o teto esperando as meninas chegarem. Não demorou 10 minutos e já estava ouvindo a campainha. Corri para abrir e era Demi. Gritamos e nos abraçamos iguais loucas.

Demi: Que saudade!
Selena: Mas nos vimos ontem! - ri ainda abraçada á ela
Demi: E dai? - gargalhei e fomos interrompidas pela campainha. Talvez seja a Cait - Vai lá, mulher

     Ri e dei a lingua para Demi. Abri a porta e, como eu tinha dito, era Caitlin. A abracei a mandei entrar. Assim fez. Falou com Demi e se sentou no sofá ao lado da mesma. Fui até elas e Demi disse:

Demi: O que vamos fazer agora? - as duas me olharam
Selena: Filmes, pipocas, doces e essas besteiras. O que acham?
Demi&Caitlin: CLARO! - elas gritaram em coro e eu ri. Caitlin foi escolher o filme e eu e Demi fomos fazer pipoca e brigadeiro.

[...]

     Depois de um filme inteiro e da metade de outro, nós já tínhamos pipoca 10 vezes. Ri, mas logo senti enjoou. Tirei a pipoca do meu colo e corri, só escutando um "o que foi, Sel?" da Demi. Corri pro banheiro, abri a tampa do vaso e despejei tudo o que estava querendo sair. Vomitei mais duas vezes e senti duas mãos acariciando minhas costas, eram Demi e Cait! Vomitei um pouco mais e finalmente o enjoou parou. Dei descarga, limpei minha boca e tentei não olhar no rosto das duas pois sabia o que elas estariam pensando. Quando estava pra sair pela porta do banheiro, Demi me chamou.

Selena: O que? - me virei e suspirei
Caitlin: Sel, você não ta...? - a interrompi
Selena: Claro que não, gente. Eu... eu devo ter comido... - agora Demi me interrompeu
Demi: Não vem com essa de "devo ter comido algo estragado", Selena. Você come algo estragado quase todos os dias? Acho que não, né - revirei os olhos
Caitlin: Ela ta certa, Sel. - bufei
Selena: Gente, eu NÃO estou grávida, okay?
Caitlin: Por que não compramos um teste de gravidez, só pra ter certeza? - Demi sorriu
Demi: Isso mesmo. Já que você tem tanta certeza de que não está grávida, por que ter medo de fazer um testezinho, né? - deboxada!
Selena: Okay. Vocês...Vocês vão ver que estou certa!
Caitlin: Eu vou ir lá comprar, vocês ficam - eu e Demi assentimos e Caitlin saiu
Selena: Você é muito chata! - bufei
Demi: Só preciso ter certeza que está tudo bem ai - disse olhando para minha barriga

     Suspirei pesado e fomos para sala esperar Caitlin voltar com o teste. Ficamos caladas o tempo todo quando Caitlin finalmente voltou. Meu corpo estremeceu quando a vi com aquela coisa na mão. Caitlin apontou a teste pra mim e, com a cabeça, fez um jeito pra eu subir pro banheiro. Me levantei irritada e fui pro banheiro batendo o pé. Demi e Caitlin vieram atrás de mim...Fiz tudo o que as instruções pediam e agora só estávamos esperando o resultado. Esperamos mais 2 minutos e Demi olhou o teste e fez uma cara nada boa...

Caitlin: E ai? - Demi me olhou e suspirou
Demi: Você ta grávida, Selena

Olá cupcakes - sim, agora são cupcakes - da minha life :3
Bom, me desculpem novamente pela demora de postar? Como eu disse, eu to passando por uns negócios aqui em casa e ainda tem a escola e trabalhos. bleh! e também estou viciada em um joguinho então eu acabo esquecendo da fic hehe. Mas espero que entendam.
Enfim, o que acham que vai acontecer? Qual será a reação da Sel? sexta no globo repórter!
Ah, e a fic acabará no cap. 70 pois me veio algumas coisas na cachola rsrs
É isso meus gabiciados, comentem e me digam o que acharam do capítulo okay? okay. Beijos :3

24 de out de 2013

Little Angel - Capítulo 67

Você está carregada de sensualidade, isso me deixa louco.”

... Era Samy! Meus olhos se arregalaram e minha boca se abriu automaticamente. Sem pensar, corri e fui abraça-la. Quando cheguei nela, quase pulei na mesma. Ouvi todos rirem, inclusive Samy. Terminamos o abraço e começou a minha esteria.

Selena: Meu Deus, como sabia onde eu morava? Ou eles foram te buscar? Pra onde você foi? Como você ta? Ta tudo bem? Oh, senti sua falta - a abracei sem ao menos deixa-la responder. A soltei - não vai responder?
Samy: Se você deixar - ri envergonhada
Selena: Desculpa, diga - sorri largo
Samy: Okay - riu - Bom, Justin e Demi foram me buscar. Fui para Londres com meus pais. Estou bem. Também senti muito sua falta - respondeu todas as perguntas, na última, rindo - Mas e você, está bem?
Selena: Estou sim - sorri - Bom, acho que não preciso te apresentar á ninguém aqui, não é? - rimos
Samy: Não... Mas como foi sem mim? - ela referiu  como a reabilitação
Selena: Foi ótimo - sorri
Samy: Sério? - seu sorriso se desfez e eu ri
Selena: Claro que não, né - gargalhei e Samy também
Samy: Sem graça - eu iria responder, mas Mandy me interrompeu
Mandy: Meninas? - a olhamos - Estão com fome?
Selena&Samy: Claro - dissemos em coro. Mandy levou Samy pra cozinha com Joe e Brian atrás delas. Me virei olhando para Justin e Demi que sorriram e logo os abracei
Selena: Obrigado
Demi: Não agradeça a mim. A ideia de buscar ela foi do Justin! - depois de me comunicar isso, Demi sorriu e foi para a cozinha, deixando eu e Justin sozinhos.
Selena: Então quem planejou isso tudo foi você? 
Justin: Tudo eu - sorri
Selena: Obrigado - o selei
Justin: Eu sabia que traze-la aqui iria te deixar mais feliz ainda, então foi o que fiz. Sabe por que? - balancei a cabeço indicando que não - Porque se você ta feliz, eu estou feliz. Se você viver em um mundo triste, a tristeza dele penetra em você, se ele é um mundo feliz, a felicidade é passada pra você. E você é meu mundo. - sorri entre as lágrimas que já estavam caindo. O beijei num beijo lento. Eu estava na meia-ponta pois Justin era mais alto, claro. Separei nossos lábios e sorri
Selena: Eu te amo demais
Justin: Eu sei - a olhei séria - Porque eu te amo demais, tipo, muito... - me selou - ...muito... - me selou - ...e muito - e me selou
Selena: Bobo - ri
Justin: Hum... por você - rimos e Justin me puxou - Vamos pra cozinha - assenti e fomos. Quando chegamos, Mandy estava enchendo Samy de comida. Eu e Justin rimos da cara que Samy fazia
Mandy: Ah, filha! - ela veio até mim e me puxou para perto de Samy - Ela não quer comer, filha. Já disse para ela que não precisa ter vergonha, mas ela ainda não come. - revirei os olhos e sussurrei "desculpa" para Samy, a mesma riu
Selena: Mãe, olha o tanto de coisa que você deu pra ela. Deixe a garota respirar, não precisa disso tudo na mesa. - Mandy suspirou
Mandy: Desculpa Samya - Samy assentiu rindo
Samy: Tudo bem, dona Mandy
Demi: Então ela não vai comer? - ri já sabendo o que ela queria
Samy: Não 
Joe: Come Demi! - revirou os olhos e todos rimos. Demi atacou a mesa e começamos a conversar

[...]

Justin P.O.V 

     Samy já tinha ido embora, era bem tarde, umas dez e pouca, se não me engano. Demi e Joe também foram pra casa, claro, e os pais de Selena já estavam dormindo. Eu e Selena estávamos assistindo TV, vendo Bob Esponja. Ri dela pois estava rindo daquele desenho. Acariciei seus cabelos. Ela tirou os olhos da TV e os pois em mim.

Selena: Obrigado - a olhei confuso - Por estar comigo sempre, por me fazer feliz... por existir e ter ficado comigo - sorri e beijei sua testa
Justin: Não agradeça, na verdade quem agradece sou eu, por passar todo o maravilhoso tempo com você. - a selei
Selena: Você é perfeito - ri
Justin: Eu queria realmente ser, mas você roubou a perfeição toda do mundo - Selena gargalhou
Selena: Bobo - ela ficou vermelha e escondeu seu rosto na curva do meu pescoço, me fazendo rir
Justin: Eu te amo, pequena - ela sorriu
Selena: Eu também te amo - ela bocejou logo depois
Justin: A bebê ta com soninho? - ri e Selena me deu um tapa no braço
Selena: Idiota - revirou os olhos
Justin: Não te entendo. Uma hora sou perfeito, outra sou bobo e outra sou idiota? - ela gargalhou
Selena: Sou bipolar
Justin: You're fresca - ri e Selena me olhou séria...séria demais
Selena: Não teve graça - a olhei sério e não demorou muito pra ela rir
Justin: Corre - Selena parou de rir e arregalou os olhos
Selena: Nã-não, Justin! - assenti com a cabeça - AAAAAAAAAAHHHHHH SAAAAAI - ela começou a correr e foi para a cozinha - JUSTIN PARA! MEUS PAIS ESTÃO DORMINDO - ri enquanto corria atrás dela
Justin: QUEM TA GRITANDO É VOCÊ, NÃO EU - nós dois rimos e finalmente consegui pega-la - Eu sou bom nisso - dei um beijo demorado nela
Selena: Eu te amo seu perfeito, bobo, idiota - rimos
Justin: Também te amo, pequena - ela bocejou - Ta com sono?
Selena: Uhum - disse meio que como um gemido
Justin: Vem, vamos dormir então - a abracei de lado e subimos até o quarto

     No corredor, passando pelo quarto de Mandy e Brian, tentamos não gargalhar e nem fazer nenhum baralho qualquer para acordá-los. Entramos no quarto e Selena se jogou na cama rindo. A olhei malicioso e rapidamente me deitei ao seu lado na cama e já beijando sua boca. Acho que a surpreendi. Ela separou nosso beijo e me olhou maliciosa. Gostei disso!

Selena: Então... você quer? - ela passou sua mão pelas minhas costas e a arranhou, me fazendo gemer um "aham" - Eu to cansada - riu
Justin: Sua energia vai subir rapidinho - beijei seu pescoço
Selena: Mas e meus pais? Vão ouvir 
Justin: Não vão, dou um jeitinho nisso - voltei a beijar seu pescoço
Selena: Então... han.. ta - ela gemeu 

     Comecei a beija-la e num gesto rápido, tirei sua blusa e o resto vocês já sabem....

Olá amores da minha life :3
Eu estou com uns problemas aqui em casa por causa da minha cachorra que ta com um problema no útero e vai ter que operar, mas nós não temos dinheiro pra isso, então estamos tentando arranjar um jeito aqui. Por isso demorei a postar.
O que acharam do novo layout? Awn, eu estou in love ♥ haha 
Mas enfim... estou achando que só restam 2 capítulos - no máximo - pra LA acabar! Então quem estava gostando - poucos, eu acho -, infelizmente está acabando e quem não estava gostando, - acho que a maioria - felizmente está acabando. 
Me digam se gostaram do capítulo okay? okay. Bjs :3